Sejam Bem-Vindos ao nosso site! Temos como objetivo: divulgar as atividades desenvolvidas pela Arena Jov - Guerreiros, estedendo as células e a toda Igreja, mostrar quem somos, quais os nossos propósitos e, levar acima de tudo o Evangelho de Jesus Cristo a todos os povos e nações da Terra (Marcos 16:15). Convidamos você também, a fazer parte da nossa Igreja, da Família de Deus! Entre em contato, cadastre-se no site e fique atualizado, participe dos nossos projetos, envie pedidos de músicas, oração, mande recados, sugestões ou dúvidas que retornaremos em breve! "É em Cristo que descobrimos quem somos, e o propósito de nossa vida. Muito antes de termos ouvido falar de Deus [... ] ele já tinha seus olhos sobre nós, já havia planejado para nós uma vida gloriosa, parte do projeto global que ele está elaborando para tudo e para todos" (Efésios 1.11 - Msg). "... Jovens eu vos escrevo, porque tendes vencido o maligno... Jovens, eu vos escrevi, porque sois fortes, e a palavra de Deus permanece em vós, e tendes vencido o maligno" (I João 2:13,14 ú.p). "E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra" (II Crônicas 7:14). "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" (João 3:16). "Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo"(II Coritios 5:17). "Tudo posso naquele que me fortalece" (Fil 4:13). "O Senhor é o meu Pastor; nada me faltará" (Salmos 23:1).

Problemas especiais ao fazer discípulos

Problemas especiais ao fazer discípulos

Examine algumas reflexões com respeito à tarefa evangelística recolhidas da obra de Paulo na Ásia em sua terceira “viagem missionária”. A plantação do evangelho em Éfeso, que se tornou o centro de onde o evangelho se espalhou pela província romana da Ásia, revela algumas situações especiais que devemos ter por certo que iremos nos deparar na tentativa de realizarmos a obra do evangelho em nossos dias.

A primeira situação foi aquela enfrentada por Priscila e Áqüila na sinagoga de Éfeso, após saírem de Corinto (Atos 18:24-28). Eles encontraram um homem chamado Apolo, que era eloqüente ou, talvez, culto, que já tinha sido “instruído no caminho do Senhor; e, sendo fervoroso do espírito, falava e ensinava com precisão a respeito de Jesus, conhecendo apenas o batismo de João”. Além do mais, “ele ... começou a falar ousadamente na sinagoga”.

Bom, esse homem já sabia bastante, e este fato não deve ser desprezado. Entretanto, a limitação de seu conhecimento envolveu algumas omissões de grande importância. Imagina-se que ele desconhecia a crucificação (pelo menos, o seu significado), a ressurreição, a ascensão e a coroação de Jesus, e a descida do Espírito no Pentecostes.

Priscila e Áqüila não trataram esse homem como um falso mestre (classe apresentada de modo diferente no Novo Testamento). Nem o desafiaram publicamente na sinagoga, nem deram uma repreensão pública decisiva de seu desconhecimento. Antes, com muita sabedoria, “tomaram-no consigo e, com mais exatidão, lhe expuseram o caminho de Deus”. O resultado desse procedimento foi tornar Apolo, com todos os seus talentos consideráveis, um vigoroso defensor de Jesus como o verdadeiro Messias.

Esse acontecimento prenuncia o tipo de situação com que os obreiros de Cristo Jesus, muitas vezes, têm de lidar, hoje em dia. Muitas vezes, encontramos pessoas que já conhecem bastante sobre Jesus, esforçam-se para servi-lo e, com freqüência, manifestam um comprometimento razoável para com ele, mas não aprenderam toda a verdade sobre o caminho da salvação, nem adoram em espírito e em verdade.

Não creio que seja provável conquistarmos tais pessoas se as abordarmos como “sabichões” arrogantes e autopiedosos. Devemos aproximar-nos deles com humildade, compartilhando o nosso conhecimento das Escrituras e apresentando “com mais exatidão ... o caminho de Deus”. Mas essas pessoas podem até ter algo para nos ensinar, e não nos devemos recusar a aprender o que seja verdadeiro de qualquer mestre. Não precisamos temer que a verdade que venhamos a aprender com um batista, com um metodista ou com qualquer pessoa de outra denominação nos fará um deles. Não é a verdade bíblica que faz deles o que são. E quanto mais entendermos um assunto da Bíblia, qualquer que seja, melhores discípulos de Jesus seremos.

Paulo se viu diante de uma situação aparentemente relacionada em Éfeso – pessoas já batizadas, mas “no batismo de João” (Atos 19:1-7), batismo que anteriormente tinha sentido e validade, mas agora tornou-se obsoleto. A ação do batismo que haviam recebido era exatamente a mesma ensinada por Paulo. Mas o significado e a importância dele eram diferentes. Assim, Paulo teve de ensinar-lhes com mais precisão o caminho de Deus, e foram então batizados novamente, mas dessa vez “em o nome do Senhor Jesus”.

Com tantos equívocos sobre o batismo no mundo de hoje, encontramos muitas pessoas que já foram batizadas, mas com um batismo diferente do que Jesus ensinou, sem obedecer-lhe na verdade. Elas obedeceram ao homem, e não a Deus. Assim, se não estivermos dispostos a crer que mergulhar nas águas – de alguma forma como que mágica – concede o perdão dos pecados sem que a pessoa batizada tenha algum entendimento disso, devemos, como Paulo, ensinar essas pessoas a serem batizadas “em o nome do Senhor Jesus”.

Por fim, o trabalho de Paulo em Éfeso serve de precedente para a resolução de ainda outro problema que ocorre em nossos dias (Atos 19:8-9). O trabalho de Paulo começou, como sempre, na sinagoga, e alguns ali se tornaram discípulos. “Visto que alguns deles se mostravam empedernidos e descrentes, falando mal do Caminho diante da multidão, Paulo, apartando-se deles, separou os discípulos, passando a discorrer diariamente na escola de Tirano.”

O mesmo ocorre hoje. Quem se torna discípulo de Jesus deve separar-se daqueles que são empedernidos e desobedientes, para pertencer integralmente a Jesus e seguir a direção do Mestre, para onde quer que ela possa levá-lo.

L. A. Mott, Jr.

Oportunidade X Crescimento



Saiba que o seu tempo já chegou para receber os milagres, as bênçãos de Deus. Não ache que é amanhã, o teu tempo é hoje. No entanto, se o teu tempo é hoje, você precisa encontrar o caminho que vai te levar onde você precisa em Deus.

A coisa mais importante de sua vida são as suas perguntas, pois as sua respostas te trouxeram onde você está. As suas perguntas que irão te levar para onde quer chegar. Por isso você precisa aprender a anotar as suas perguntas. Você terá resposta em como ser frutífero. Deus vai te dar respostas para as perguntas de ouro. A sabedoria está gritando em quatro lugares. A sabedoria está em quatro posições.

Quem fala em cima dos montes é a sabedoria. Pegue, ouça, escute, pois a sabedoria fala das aturas. Respeite os resultados. Para você sair de onde está tem que inspirar nas pessoas. A diferença entre você e outra pessoa é o volume de conhecimento.

A sabedoria está nas encruzilhadas. Você tem que tomar decisões. A Bíblia diz que a sabedoria está na beirada da encruzilhada e você terá que tomar uma decisão. Tem pessoas que perdem relacionamentos por falta de sabedoria.

O tempo de Deus está derramando bênçãos e milagre para você, receba uma porção nova de sabedoria em sua vida.

www.saranossaterra.com.br

O CHAMADO E O FUTURO


Certa vez um pastor foi pregar em uma conferência, em uma cidade dos Estados Unidos. Enquanto ele pregava, vários adolescentes brincavam, mas a palavra de Deus é poderosa e foi penetrando no coração deles e logo eles começaram a chorar. Nisso um deles foi até o púlpito, se ajoelhou chorando, colocando o rosto no chão e naquele momento ouviu a voz do Senhor chamando-o para o ministério. Isso eram meados dos anos 50, e naquela época, ser chamado para a obra de Deus, implicava em primeiro ir para um seminário bíblico.

Naquele dia foi tão forte a visitação do Espírito Santo na vida daquele garoto, que o pastor foi lá orar por ele e por seu ministério. Naquele dia o rapaz se posicionou e decidiu que viveria aquele chamado!

Passados alguns meses, aquela chama se apagou. Um ano depois e aquele chamado esfriou. Logo apareceu uma garota nova na igreja por quem ele se apaixonou perdidamente. Essa garota colocou sua fé em cheque, dizendo-lhe que, se quisesse casar com ela, teria que abandonar essa história de chamado, missão, porque ela queria ser uma empresária de sucesso.

Apaixonados, casaram-se e ele acabou abrindo mão de seu chamado ministerial. Passados sete anos, o sonho acabou. Veio a separação e o divórcio. O tempo passou e ele se esqueceu completamente de seu chamado. Foi para a universidade e se tornou um engenheiro e projetista de sucesso. Chegou até a ganhar algum dinheiro. Deixou a Casa do Senhor e se entregou à bebida.

Certo dia, estava em um restaurante, quando reconheceu na mesa ao lado, o pastor que havia pregado a palavra, anos atrás. Tomou coragem e foi conversar com aquele homem. A princípio, o pastor não se lembrara dele, afinal, haviam se passado duas décadas, mas aos poucos se situou e lembrou daquele momento. Conversaram então sobre tudo e também sobre a que ponto sua vida chegara.

Após alguns minutos de conversa, o rapaz convidou o pastor para dar uma volta de carro. O pastor ainda meio receoso, aceitou e pouco depois de rodarem algumas centenas de metros, o rapaz parou em posto de gasolina. Fitou por momentos a bomba de abastecimento e perguntou ao pastor: - O senhor sabe quem projetou essas bombas de combustível? Ao que o pastor respondeu negativamente. Para surpresa do ministro, ele respondeu: - Fui eu quem projetou a bomba de gasolina!

Diante daquela situação, ele fez um pedido ao pastor. Que toda vez ao ver uma bomba de gasolina; ele contasse às pessoas, que o homem que a projetara, havia abandonado seu ministério, havia saído da vontade de Deus, aberto mão de seu chamado e que simplesmente abandonara seu propósito como líder daquela geração.

Por isso toda vez que você se deparar com uma bomba de gasolina, lembre-se de que um homem abandonou um grande chamado de Deus. Não repita isso em sua vida, não se faça de surdo ao ser chamado pelo Pai para sarar sua geração, sua nação!

Eu creio que se aquele jovem tivesse se mantido fiel ao seu chamado, ele teria sido o inventor da bomba de gasolina e teria se tornado milionário por causa disso, pois a obra de Deus não impede o desenvolvimento de todo nosso potencial inventivo, criativo ou científico, pelo contrário, os dons do Espírito Santo potencializam os nossos dons.


Dep. bispo Rodovalho

Lázaro - Vai Mudar (2009)



Lázaro - Colorir de Amor
Lázaro - Coração do Poeta
Lázaro - Deus é Fiel
Lázaro - Lutar e Vencer
Lázaro - Mesmo Assim Te Louvarei
Lázaro - Minha Alegria
Lázaro - Nossa Gente Misturou
Lázaro - O Homem Esqueceu de Deus
Lázaro - Pura Vaidade
Lázaro - Sai de Cena
Lázaro - Vai Mudar

Download: Aqui

Celebrações Europa - LISBOA 2009

]

COMUNIDADE EVANGÉLICA SARA NOSSA TERRA
Celebrações Europa - LISBOA 2009

SOB A PERMISSÃO DE DEUS?


O Jornal Estado de São Paulo, há algum tempo atrás, trouxe a foto de um carro, circulando sem os números nas placas, e com um imenso adesivo "Sob a permissão de Deus".

É um claro e notório recado do pensamento de seu proprietário para a sociedade, sobre o que ele pensa do Estado atual. Creio que não é exagero concluir que esse cidadão não acredita mais na autoridade do Estado, como organizador e gestor da sociedade. É uma forma pacífica e ilegal de protesto contra a decadência que estamos vivendo. Ele encontrou uma maneira de ignorar nossas leis, nossas instituições e o poder do Estado.

É uma forma de se manifestar "anarquista", porém com um viés espiritual, colocando sua crença e confiança apenas em Deus

Pode ser que tal cidadão seja um cristão, ou não, mas ele manifesta de forma simples e silenciosa seu protesto contra o "Estado", gerido pelos homens. E fez isso se dando o direito de suplantar as leis e a ordem natural das coisas em nossa sociedade.

Essa imagem, tão bem refletida por uma simples foto, expressa atualmente quase uma ideologia, ou uma corrente de pensamento. São inúmeros os casos de pessoas, cidadãos comuns e até gente “bem graúda”, que se tornou "crente em Deus e descrente no Estado". Temos hoje um novo fenômeno de estilo de vida, onde a pessoa acha que, por estar inserida em uma sociedade desigual, injusta e falida, ela tem o direito de sublimar as leis e andar apenas de acordo com sua consciência.

Vemos esse pensamento em simples cidadãos desempregados e desiludidos, em vítimas de tragédias e abusos de autoridades e do Estado, e até em líderes que acreditam viver em paz com suas consciências, enquanto desobedecem nossas leis, nossas regras e convenções. Vivemos hoje o apogeu da "crença em Deus, mas descrença nos homens e, conseqüentemente no Estado”. E tudo isso lhes autoriza a usar o código de ética de sua própria consciência.

Não é preciso dizer que, embora nosso Estado esteja decadente e corrupto, cabe aos cidadãos lutarem para preservá-lo e melhorá-lo, especialmente aqueles que acreditam em Deus. Se até esses, a quem Jesus chamou de "Sal da Terra e Luz do Mundo", se tornarem deformadores em nossa sociedade, de onde poderemos tirar esperança?

Deus não nos autoriza, em nenhum lugar, a usarmos a fé e seu nome para criarmos um "Estado paralelo ", segundo apenas com nossa consciência. Aliás, Jesus disse "Dai a Cezar o que é de Cezar, e a Deus, o que é de Deus". Ou seja, ainda que nosso Estado seja injusto e desigual, cheio de contradições, é nossa responsabilidade aperfeiçoá-lo e lutarmos para termos um mundo melhor, enquanto aguardamos a eternidade, onde uma cidade perfeita nos espera.

Eu Fui Comprado - Fernandinho



e|-------------------------|
B|-------------------------|
G|-------------------------|
D|-------------------------|
A|--4-6--4-6-4-6-4---------|
E|------------------6-4----|

Eu fui comprado, justificado
A minha vida foi paga lá na cruz
Am ............................C
O meu passado, Tá tudo pago
G .............................Dm
Foi apagado pelo meu Jesus

Am .........................C
Eu fui comprado, justificado
G .............................Dm
A minha vida foi paga lá na cruz
Am ........................ C#
O meu passado, tá tudo pago
G .....................Dm ..........................F
Foi apagado pelo meu Jesus


*Esse Riff você faz durante todo o Refrão

e|---------------------------------------------|
B|---------------------------------------------|
G|--------------------6------------------------|
D|---6/8--6--8--6--8--6--8---6-----------------|
A|---6/8--6--8--6--8-----8---6---7--6--4--8----|
E|-------------------------------7--6--4--6----|

Todo mundo-pulando, pulando, pulando, pulandooo
Na presença de Deus…

O PACOTE DO CONHECIMENTO

Tenho pregado sobre o conhecimento e a sabedoria. A diferença entre onde você está e aonde você quer chegar, não está em "coisas"; está no conhecimento novo, nas habilidades novas e nas instruções novas.

Deus não nos dá as"coisas"que nos faltam, Ele nos dá a semente do conhecimento que nos levará a essas coisas.
Mas o mais importante de tudo na sua vida, é que não são as respostas que importam, e sim as perguntas que você faz.

As suas respostas te trouxeram até aonde você está, mas são as perguntas que você fizer daqui pra frente, que te levarão para onde você quer chegar!

O seu pacote de habilidades, conhecimento e instrução, irão te levar para um lugar maior. Mas lembre-se: -Só há respostas quando existem perguntas.

Em Provérbios 8:35 diz que aquele que acha ao Senhor, acha vida e alcança o Seu favor. Favor é a oportunidade que Deus te dá. Ele te dá o favor, Ele abre as portas, mas é a sua competência que te estabelece neste lugar que Ele te colocou! Adquira o pacote de conhecimento, sabedoria e tudo o mais que você irá precisar para sobressair! Estude, pesquise, ore, corra atrás!


Dep. bispo Rodovalho

Fernandinho - Te Adorar (With subtitles)

DEUS NÃO CHAMA GENTE À TOA!


DEUS NÃO CHAMA GENTE À TOA!

Frente às pressões, Eliseu cede, desiste da vida, do seu ministério. O anjo o mandara para uma longa caminhada. Ele recebera uma palavra de Deus, mas se sentia esgotado, solitário. Deus não põe outro em nosso lugar, sem que nós mesmos liberemos este lugar. Ele nos pergunta: - Você realmente quer desistir? (1 Rs. 19:14)

A resposta de Deus a Elias foi que ele tinha mais sete mil aliados que não dobraram os joelhos para Baal, e Eliseu era um deles, mas, ainda assim, Elias sentia que estava só. (1 Rs. 19-20)

Eliseu estava trabalhando. Deus só escolhe as pessoas que estão ocupadas. Deus não chama gente à toa para sua obra. Podemos perceber Deus agindo assim em relação a diversas pessoas, como por exemplo, Gideão, que estava malhando o trigo no lagar quando o Anjo do Senhor falou com ele (Jz. 6:11).

Davi foi outro escolhido enquanto trabalhava. O profeta Samuel recebeu a palavra de Deus para ungir um dos filhos de Jessé e, indo a sua casa, encontrou Jessé com seus sete filhos o esperando. Deus não escolheu nenhum deles, escolheu Davi, que estava trabalhando, pastoreando as ovelhas de seu pai (1 Sm. 16:10-13). Deus nos encontra, nos chama quando estamos trabalhando. (Pv. 24:27).

Dep. Bispo Rodovalho

FILME - PROVA DE FOGO


Love Is Not A Fight - Tema do Filme A Prova de fogo - Legendado - PT (Fireproof)


DICA DE FILME - PROVA DE FOGO



Prova de Fogo Assisti ao filme Prova de Fogo (Fireproof) já esperando um roteiro óbvio sobre reconstrução de casamentos. E é. O roteiro até é previsível e com final esperado, mas é incrível como mesmo assim é emocionante e consegue passar a idéia de uma forma diferente.

Essa é a terceira produção da igreja batista americana Sherwood, debaixo da já consagrada “Sherwood Filmes” dos mesmos produtores de A Virada e Desafiando Gigantes. É fato. Com inteligente e discernimento dos diferentes públicos que irá atingir, a produtora está acertando a mão cada vez mais ao tratar de assuntos com princípios cristãos de forma respeitável e não unilateral. Sua narrativa respeita o publico e não empurra preceitos como certos ou errados, mas os apresenta como passíveis de analise. E a formula funciona!

“Prova de Fogo” conta a história do bombeiro Caleb que acredita ser um marido perfeito e completo por já fazer um trabalho nobre. Mas o que mostra o filme é que esse mérito não tira suas responsabilidades de se fazer presente também em seu casamento que vai de mal a pior. Seu pai então o apresenta a um livro, escrito a mão, chamado Desafio do Amor que dá instruções passo a passo para salvar seu relacionamento.

O filme não é um “salva-casamentos” como prometem os bons marqueteiros da produção, mas com certeza – além de inspirar a uma vida a dois melhor – ele pode dar uma alternativa real para casais que queiram viver em harmonia e mais felizes. Vale a pena! No site oficial do filme você pode ver o trailler e comprar o livro:

http://www.provadefogoofilme.com.br/

Ministério Sai da Tenda - Sai da Tenda


Ministério Sai da Tenda - Sai da Tenda

1-Sai da tua tenda
2-Deus chamou
3-Na casa do Senhor
4-Te louvarei
5-Grande majestoso
6-Tua unção
7-Celebrarei
8-Verdadeiro adorador
9-Quem planta fé
10-Abençoado
11-Vêm Renovar
12-Vencedores

DOWNLOAD: Aqui

Quatro por Um - Eu Celebrarei

Líder Desafiador


“Ser um líder começa com o entendimento da sua própria identidade, não com a conquista de alguma.”
John Vereecken


Na minha adolescência tive um momento que considero ter sido crucial para minha vida. A minha mãe estava com diagnóstico de uma doença que poderia ser muito grave e com isso me deparei com a possibilidade de perdê-la. Quando comecei a pensar naquilo, veio o grande questionamento: Se eu perdesse meus pais hoje, como seria?

Esse cenário meio trágico foi o momento onde o Senhor começou a trabalhar na minha vida. Comecei a buscar um propósito e razão por ter nascido. No meu entendimento, eu não poderia apenas ser fruto do acaso. Algo maior deveria existir e foi onde conheci o Senhor Jesus.

Foi como se uma nova dimensão surgisse, pois tudo passava a ter sentido. Nasci como projeto de Deus para cumprir um propósito, para cumprir uma missão. Esse desejo começou a arder no meu coração e até hoje essa chama continua acesa.

Mas para cumprirmos esse chamado, algo maior precisa acontecer em nosso interior. A nossa identidade precisa ser revelada, não aos outros, mas a nós mesmos. E é nesse ponto que está o grande desafio: AUTOCONHECIMENTO.

Para ser um grande líder precisamos nos conhecer e entender a nossa identidade. Antes de Jesus começar o seu ministério, Ele teve uma confirmação no seu interior de que era o Filho Amado. Não podemos ter sucesso sem essa revelação. Saiba que você é único e especial!

Lembre-se sempre que a liderança está muito além de um simples título!!

Pr. Didacio Duailibe


Fonte: http://soudesafiador.blogspot.com

Congresso Sara Nossa Terra - MT



Dj Emerson Mk - Congresso Sara Nossa Terra - MT

Não Endureça o Coração

Não endureça o coração

Tudo na sua vida é o que ouve e como ouve. Você tem que aprender a ouvir para se tornar um vencedor. O nosso comportamento é completamente relacionado ao que nós ouvimos. Quando você escuta de medo e insegurança, você se torna inseguro. O que você ouve processa-se dentro de você, aciona as suas emoções, que aciona o seu comportamento.
O escape é você ouvir a voz de Deus. O povo de Israel se prostrou no deserto por causa da dor das experiências negativas. Eles esqueceram de ouvir a voz de Deus.

Quando Deus falar com você, não endureçais o vosso coração. Os primeiros passos de Jesus com os discípulos não foi para ter o ouvido dos discípulos, e sim para ter o coração, Jesus primeiro os ensinou a ouvir.

Endurecer o coração é enrijecer, não perdoar, ouvir armado, ouvir com resistência. É quando você ouve uma palavra, mas já está pré-posicionado. Não se feche, quando ouvir a voz de Deus. O modo como você ouve, determina o seu comportamento. Como você ouve diz se você vai vi.

BISPO RODOVALHO
http://twitter.com/DepRodovalho
http://www.deputadorodovalho.com.br/

Cuidado com o que você ESCUTA, VÊ e CONVERSA

“Bem aventuado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios…Antes tem seu prazer na lei do Senhor…Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros…e tudo quanto fizer prosperará…Porque o Senhor conhece o caminho dos justos…” - Salmos 1 a 6

Uma mulher, esta passando por uma crise em seu casamento. O homem que tanto amava e que era carinhoso já não é mais o mesmo. Parece até que o príncipe virou sapo…
Desesperada se encontra com suas três amigas, então ela começa a se desabafar com elas, contando tudo o que está acontecendo em seu relacionamento e em seu lar.
Essa cena parece normal, talvez você também esteja com algum problema em sua casa, e então desabafa, pede conselhos a sua vizinha ou até mesmo para sua melhor amiga.
Háa, quando estamos com algum problema somos tão imprudentes, somos desesperados achando que a pessoa” x” tem a solução para o problema “y”.
Essa mulher ouve suas amigas que logo falam para ela conselhos que no lugar de melhorar a situação acaba piorando mais ainda. São conselhos de pessoas ímpias, que não conhecem a palavra e o poder de Deus, vivem na maré deste mundo, “divórcio, dar o troco, e por ai vai…conselhos tolos”.
O salmista já nos precaveu a respeito de conselhos dos ímpios “”Bem aventuado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios…”
Ah, como somos tolos, deixamos conselhos dos ímpios entrarem em nossos lares por fim em nossas vidas.

Cuidado com o que você vê e ouve na televisão
A televisão, é uma das maneiras a qual permitimos que os conselhos tolos e ímpios entrem em nosso lar.
– Novelas uma arma diabólica
As novelas em geral tem a mesmas estórias, em todas elas tem o adultério, prostituição, homossexualismo e outros males para a família e conseqüentemente para a sociedade.
Muitas vezes “nós” servos de Deus, estamos torcendo pra fulana ficar com sicrano, mesmo cometendo um adultério.
Nós seres humanos nos acostumamos com tudo rapidamente, pois nosso cérebro capita tudo e então achamos tudo normal…A televisão tem dois poderes que atinge em cheio a mente humana, ela entra nas duas “portas de entradas” que temos essas portas são audição e a visão.
Na telinha vemos e ouvimos exemplos que acabam influenciando qualquer pessoa, seja a mais “santa” ou mais incrédula… Quando tudo parece normal, ai é que o negócio fica feio!

Na rodinha de “amigos”
O ser humano não foi gerado para viver sozinho, ele tem a necessidade de conviver com mais pessoas.
Além disso estamos no mundo terreno, bem na verdade é que não somos deste mundo, mas estamos peregrinando aqui, encontramos e convivemos com diversos tipos de pessoas, na qual tem fé e credos diferentes do nosso.
A ideologias deste mundo e seus costumes estão cada vez mais distante da Palavra de Deus, se não tomarmos cuidado essas ideologias e costumes entraram em nossas vidas e não teremos mais forças para seguir a Cristo.
O Salmista também nos alertou sobre andar e sentar com os ímpios e escarnecedores.
Os ímpios são os que vivem no pecado e que tem prazer nele. Os escarnecedores são aqueles que zombam de alguém ou do evangelho de Cristo…
É impossível nós não nos relacionarmos com esses tipos de pessoas, mas eles não devem ser os nossos “melhores” amigos, não devem ser aqueles na qual sentamos, trocamos idéias e nos confraternizamos…
Infelizmente no nosso meio cristão, temos muitos escarnecedores e ímpios, fujamos desse tipo de pessoa. Pois seus conselhos são tolos e insanos!

Conseqüência de quem segue os conselhos dos ímpios
Os que se verdearem, seguirem os conselhos e caminhos dos ímpios, o salmista registra suas conseqüências:
- Serão como a moinha que o vento espalha - Ou seja, será enganado por coisas que não dão um bom resultado, são enganados por qualquer coisa, doutrinas etc…
- Não subsistirão no juízo, nem na congregação dos justos - Por maus conselhos, e más influências essa pessoa sofrerá muitíssimo na terra e na eternidade.
O casamento, família, emprego não irão subsistir, irão se desmoronar por conselhos tolos, que não são firmados pela verdade…
A pessoa que serve a Deus, quando para de seguir o conselho da Palavra acaba se desviando, abandonando a fé…
- Por fim, o seu caminho perecerá… Você viu as conseqüências de quem segue, ouve os conselhos dos ímpios?

Mas tenho uma boa noticia pra você que não participa das rodas dos ímpios que não se aconselha com os mesmos.

Conseqüência de quem tem prazer na lei de Deus
Na Bíblia Sagrada, temos respostas para todos os problemas, encontramos conselhos para todas as situações… Juntamente com a oração temos grande poder de vencer as dificuldades do dia-dia.
O salmista relata ainda em Salmo 1, as características e recompensa daquele que não segue e que nem se assenta junto aos ímpios…
Aquele que tem prazer na Lei do Senhor e que medita de dia e de noite é:
- Bem aventurado - Em outra tradução Bíblica é COMO É FELIZ… Mesmo com problemas, a pessoa que ama a lei, a Palavra de Deus, ela é feliz, porque encontra conforto, segurança e paz.
- É frutífero e próspero – A pessoa passa por situações difíceis, mas é “frutífero”, ou seja consegue vencer os problemas, o casamento é restaurado, a vida é transformada seja qual for o problema, quando seguimos a Palavra de Deus e amamos a sua lei, somos mais que vencedores. Próspero, essa prosperidade pode ser financeira, mas nem todos serão cheios de dinheiro, mas a maior prosperidade que podemos ter é JESUS EM NOSSOS LARES EM NOSSAS VIDAS, essa prosperidade o dinheiro não pode comprar… E ainda quando morrermos iremos morar com ELE nos céus, pisar nas ruas de ouro…
Podemos dizer que aquele que tem prazer na lei do Senhor é como a arvore plantada junto ao ribeiro de águas, o Ribeiro é Deus as águas é a sua Palavra que nos alimenta, sustenta e que nos dá a direção correta para solucionar os problemas.

Melhor do que ver, ouvir e conversar com pessoas ímpias é ver, ouvir e conversar com Deus, porque somos justificados no sangue de JESUS, e o SENHOR conhece os caminhos dos JUSTOS..

Se você está se assentando juntos aos ímpios, seguindo seus conselhos, ainda tem uma solução, essa solução se chama CONVERTER:
Con DEUS
ver Deus
ter Deus

por: Thiago Dearo

Terra Seca - Judson de Oliveira

AS TROPAS DE DEUS


AS TROPAS DE DEUS

“Já se ouve a gritaria da multidão sobre os montes, semelhante à de um grande povo,
a voz do reboliço de reinos e de nações já congregadas. O SENHOR dos
Exércitos passa em revista o exército de guerra” (Isaías 13.4).

A Babilônia citada por Isaías é mais do que o país do famoso Nabucodonosor. É aquela cujo poder será destruído completamente pelos consagrados do Senhor, os quais já receberam autoridade para isso. Deus está passando em revista Sua tropa. Que Ele não o ache sujo, mal vestido e desarmado; antes, faça o barulho santo ser ouvido.

A Babilônia representa o reinado de Satanás. Por causa do pecado cometido por Adão, o primeiro homem, o inimigo tem dominado a terra e feito muitos seres humanos seus escravos, usando-os em todos os níveis de iniquidade. Como tirano, e com mão de ferro, o diabo escraviza, domina e destrói a vida das pessoas por meio de enfermidades, práticas erradas e os mais diversos crimes. No entanto, a Igreja precisa despertar e ver que Sua posição é de autoridade, porque foi chamada para executar a ira de Deus.

Não devemos ficar impressionados com o poder infernal que tem dominado e destruído vidas, pois Jesus nos constituiu autoridades do Reino de Deus para aniquilar as obras do diabo. Hoje, se a Igreja se dispuser, poderá libertar os cativos do pecado, levando as pessoas à libertação. Nós, que somos de Cristo, estamos autorizados a usar o poder que nos foi confiado para fazer a obra do Pai.

O novo nascimento nos fez povo de Deus e nos deu poder para agir em Nome de Jesus (Marcos 16.17). Somos consagrados do Senhor e fomos comissionados a destruir as obras satânicas aqui na terra. Quando clamamos a Deus pela libertação de uma pessoa possuída por espíritos malignos, Ele nos atende. Agindo em Nome do Senhor, o diabo tem de nos obedecer. Milhões de pessoas esperam pela nossa ação que irá libertá-los.

Deus está passando em revista Sua tropa, por isso, devemos estar atentos, pois Ele não quer que os Seus O envergonhem com suas atitudes. Ter amplo conhecimento bíblico é fundamental para a vitória, pois as armas que temos de usar contra o mal nos são dadas pelo entendimento que recebemos pela pregação da Palavra (2 Coríntios 10.14).

Não é bom apresentar-se a Deus sem a devida preparação. O soldado da cruz não pode estar sujo pelo pecado, sem as vestes purificadas. Elas precisam estar lavadas pelo sangue de Jesus. Cuide para não se apresentar sem armas da nossa milícia. Deus somente pode usar quem está cheio do Espírito Santo. Aquele que tem do que se envergonhar jamais será bem-sucedido (2 Timóteo 2.15). Faça ouvir o barulho santo em todo o lugar, pois este som deixa o diabo desesperado.

On Grace

Ministério Sai da Tenda - Sai da Tua Tenda

Celebrações de Inverno 2009 - Eu escolhi vencer!

DISCOPRAISE - Altos Montes

FEST - PISTA SANTA - DIA 18/07 as 22h - FAUC



PISTA SANTA
"Todo ser que respire louva ao Senhor" (Salmos 125:6)
AREA LOUNGE - DECOR FLUOR

ATRAÇÕES:
DJ Alex Pregador - House/Eletro
DJ Emerson MK - Psy Trance
DJ Anderson W.E. - Eletrohouse
DJ L. Calmon - Minimal
Banda Jedutum - Louvadeira
Mc's do Apocalipse

SORTEIOS:
celular e muitos outros brindes
Dia: 18/07 as 22h
Local: Fauc (Atrás do Colégio São Gonçalo)
Informações: (65) 9946-2718 / 9946-2682

INGRESSOS: (Compre comigo Rodrigo 9959-4044)
antecipado apenas R$ 10,00 - no dia R$ 15,00
..
www.djalexpregador.blogspot.com
orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=91828145

SE DEUS FOR CONTIGO


SE DEUS FOR CONTIGO

Se Deus for a tua Inspiração, os problemas, por maiores que sejam,
serão apenas barreiras que você poderá vencer.

Se Deus for o teu Orientador, na hora da dúvida, ficará bem claro,
o caminho que deverás seguir, após uma singela oração.

Se Deus for o teu Médico, saberás distinguir entre a doença carnal,
que precisa de médico, e a doença espiritual, que só Ele pode curar.

Se Deus for o teu melhor Amigo, você sabe que poderá contar com Ele a qualquer hora, na alegria ou na tristeza, com ou sem dinheiro,
com coragem ou morrendo de medo, ele será teu ombro e te consolará.

Se Deus for o teu Confessor, você terá com quem desabafar,
falar dos seus erros, dos deslizes que todos cometemos,
e Ele te perdoará e aliviará a tua alma.

Se Deus for a tua Bandeira, e se por Ele lutares,
se não negares o Seu nome, o Seu amor e a importância Dele na tua vida, então, Ele também não te negará, não te deixará desamparado.

Se Deus for contigo, nada te abalará, nem pedra que caia do céu,
nem terremoto que estremeça o chão, nem inimigos invisíveis da noite, e você terá o maior tesouro que um homem pode alcançar na Terra, terá a paz interior, essa paz te conduzirá a certeza,
e essa certeza será transformada em fé, e essa fé produzirá frutos,
e seus frutos se espalharão, e o mundo será melhor, e assim,
Deus será na sua vida, o que é, foi e sempre será: Tudo!

DEUS TE ABENÇOE

HOJE E SEMPRE!

COMUNIDADE EVANGÉLICA SARA NOSSA TERRA



Conheça um pouco do trabalho que a Sara Nossa Terra realiza em todo o país.

Amo Você - Vol. 15 (2009)



Aline Barros - Deus Confirmou
Banda Giom - Agora é Pra Casar
Bruna Karla - Que Bom Você Chegou
Cristina Mel - Imagine
Emerson Pinheiro - Dentro do Meu Olhar
Eyshila - Canção do Amor
Fernanda Brum - Um Coração Marcado Assim
Jozyanne - Vale a Pena Sonhar
Kleber Lucas - Não Fuja de Mim
Marina de Oliveira - Raro Brilhante
Pamela - Crime
Quatro Por Um - Amar é Dividir
Rayssa e Ravel - Feliz Aniversário
Voices - Mínimos Detalhes
Wilian Nascimento - Don Juan
Wilian Nascimento e Betânia Lima - Dia do Casamento

DOWNLOAD: AQUI

DEUS CAPACITA OS ESCOLHIDOS

Deus não escolhe capacitados, mas capacita os escolhidos

Deus não quer que sejamos eficientes de uma hora para outra.

Ele nos quer exatamente como somos e estamos neste exato momento: caídos, calejados, duvidosos ou alegres, motivados e cheios de luz. A única coisa que deseja é que estejamos disponíveis ao aprendizado de seu amor. E com humildade, entrega, paciência e compaixão conquistar a paz interior que Ele tanto nos fala.

Lembrem, quando Jesus convidou os pescadores para segui-Lo sabia que tinham muito a aprender, principalmente sobre a fé, amizade, fidelidade e tolerância. Ele não os queria prontos, preparados, cheios de sabedoria. Queria despertar em seus homens a fé genuína, a amizade verdadeira, o espírito solidário e fraterno, um caminho de vida nova.

Portanto, anime-se, não há ninguém mais preparado que você... por que os atributos materiais e intelectuais não contam...

Aquele que já atingiu a sabedoria compreende que é preciso somente a entrega total à vontade divina...
Todos podemos ser colaboradores nesta busca. É só nos capacitar a seguir o Amor, a alegria, o perdão, a reconciliação e encontrar o nosso celeiro de bênçãos e graças...

Se você acha que até hoje não foi uma boa pessoa para seu pai, sua mãe, seus filhos, sua família, seu companheiro, seus amigos... Não tem importância, comece agora a viver de modo diferente!
Tenha paciência, perseverança, humildade, vontade de mudar que tudo se transformará...

Acredite, você pode, você consegue, você é capaz!

“Deus nos faz perfeitos e não escolhe os capacitados, capacita os escolhidos.
Fazer ou não fazer algo só depende de nossa vontade e perseverança.”

(Albert Einstein)

As condições para o perdão


As condições para o perdão

O mundo trata o pecado levianamente. Não entende o quanto fere a Deus...

O mundo trata o pecado levianamente. Não entende o quanto fere a Deus, nem percebe o castigo enorme que acarreta para o homem. O desejo, com a ajuda do mal, incita o homem a violar a lei de Deus e morrer espiritualmente. "Então, a cobiça, depois de haver concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, uma vez consumado, gera a morte" (Tiago 1:15). O fim é a destruição eterna.

Paulo, fazendo uso de seu estado irregenerado para descrever o pecador no momento que percebe a sua condição de perdido, exclama com tristeza: "Desventurado homem que sou! Quem me livrará do corpo desta morte?" (Romanos 7:24). Ele manifesta o estado desesperado da aterradora escravidão do pecado. Ele sente as suas cadeias e anseia a libertação, mas não vê como pode ser salvo. Então chega o evangelho com esperança. Há um Salvador! Exultando com a descoberta, responde com alegria à sua pergunta: "Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor". Deus dá-lhe a vitória através do seu Filho (1 Coríntios 15:57). Não é de admirar que os peregrinos redimidos no céu louvem tal Redentor (Apocalipse 5:9).

Mas, quando enxerga a saída, seus pensamentos de novo se voltam para o seu interior. Quem é ele para atrair a atenção de Deus para o seu estado miserável? Que há nele para estimular uma graça tão abundante como essa? Como alguém como ele jamais pode merecer uma misericórdia tão infinita? Certamente ele não pode fazer nada digno de libertação. Se obedecer a cada ordem, ainda assim seria um servo inútil (Lucas 17:10). Mas Deus vê no homem algo que vale a pena salvar. Portanto, ele "deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade" (1 Timóteo 2:4). Seu amor pela raça pecaminosa de Adão é tão grande que ele estava disposto a pagar um alto preço para libertar os cativos (João 3:16).

Os teólogos têm focalizado tanto na profundeza do pecado do homem e na abundância da graça de Deus que perderam de vista o papel que o homem desempenha na sua salvação. Levaram milhares a crer no perdão incondicional. Forjaram um conflito entre a salvação pela graça e o perdão condicional como se um anulasse o outro. Ao mesmo tempo, os pregadores da "antiga ordem", no zelo por restaurar as veredas antigas, nem sempre tiveram o cuidado de pesá-las na balança da graça divina. Somos salvos "pela graça . . . mediante a fé" (Efésios 2:8). Ninguém nega o caráter essencial da graça, mas a devida atenção nem sempre é dispensada ao seu papel no perdão.

Quando Israel se viu preso entre o exército de Faraó e o mar Vermelho, Moisés lhe tranqüilizou dizendo: "Não temais, aquietai-vos e vede o livramento do Senhor que, hoje, vos fará" (Êxodo 14:13). Quem não consegue ver a graça de Deus ao encher Israel de esperança? Quem não é capaz de ver o seu poder ao dividir o imenso mar? Mas, mesmo assim, houve sem dúvida algumas condições explícitas. Israel tinha de obedecer a Deus e fazer o que ele mandava. O povo marchou em meio aos muros de água que se formaram sem medo de que desabassem sobre todos. A graça de Deus e a fé de Israel se uniram para efetuar a libertação (Hebreus 11:29). "Assim, o Senhor livrou Israel, naquele dia, da mão dos egípcios" (Êxodo 14:30).

A graça de Deus em Cristo provê o único remédio para o pecado. O evangelho de sua graça é "o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê" (Romanos 1:16). A graça de Deus operou desde a eternidade para traçar aquele plano de salvação (Efésios 3:10-11). Trabalhou "no passado" para desvendar aquele plano pela voz dos profetas. Trabalhou "na plenitude dos tempos" para concretizar o plano pela morte, sepultamento, ressurreição, ascensão e coroação de Cristo. E opera em nossos dias para perdoar os pecados do homem em resposta a uma fé obediente.

No entanto, a graça maravilhosa de Deus, que salva os pecadores, não elimina as condições desse perdão, assim como a graça maravilhosa ao salvar os israelitas não eliminou as condições de marcharem confiantes pelo mar Vermelho. Mas quais são as condições do perdão? Ao dar a Grande Comissão, Jesus disse: "Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado" (Marcos 16:15-16). A pessoa que não tem fé suficiente para ser batizada não tem fé suficiente para ser salva pela graça por meio da fé. O fato de que o arrependimento é essencial para o perdão do pecador foi mostrado claramente por Cristo em Lucas 24:46-47, e Pedro em Atos 2:38.

"É no reino da graça, bem como no reino da natureza. O céu fornece o pão, a água, os frutos, as flores; mas devemos colhê-los e desfrutá-los. E, se não há nenhum mérito em comer o pão que o céu enviou para a nossa vida física e o nosso bem-estar, tampouco há mérito em comer o pão da vida, que desceu do céu para a nossa vida e para o nosso consolo espirituais. Mesmo assim, é verdade que tanto na graça, como na natureza, quem come não morrerá. Portanto, há condições para desfrutar, embora não haja condições de mérito, quer na natureza, quer na graça" (Alexander Campbell).

Earl Kimbrough

Seguindo a Inspiração de Deus

No livro “Seguindo a Inspiração de Deus”, o Bispo Rodovalho descreve que Deus criou o homem para viver em plenitude. No entanto, afirma que as pessoas estão prontas para entrar na plenitude quando aprendem a conquistar.

“Seguindo a Inspiração de Deus” pontua que é necessário valorizar e vencer as pequenas coisas para alcançar novos patamares de unção derramados por Deus. No decorrer da leitura visualizamos de uma forma bem concisa que Deus não precisa da força humana para fazer milagres e sim da confiança intrínseca do ser humano que O busca.

Você pode adquirir esse livro na Livraria Sara Brasil, Embaixada SNT - Setor Sudoeste - Brasília DF. Através do telefone: (61) 3535 9000, de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas. O pedido também pode ser feito por e-mail:
vendas@sarabrasil.com.br

www.saranossaterra.com.br

Dize-me com quem andas...



Não podemos ter uma vida espiritual sozinhos. A vida do Espírito é como uma semente que precisa de terreno fértil para crescer. Este terreno fértil inclui não só uma boa disposição interior, mas também um ambiente favorável.

É muito difícil viver uma vida de oração num ambiente onde ninguém ora ou fala com carinho da oração. É quase impossível aprofundar a nossa comunhão com Deus quando aqueles com quem vivemos e trabalhamos rejeitam ou até ridicularizam a idéia de que há um Deus que ama. É uma tarefa sobre-humana procurar fixar o coração no Reino de Deus quando todos aqueles que conhecemos e com quem convivemos têm o coração fixo em tudo, menos no Reino de Deus.

Não é, portanto, surpresa nenhuma que as pessoas que vivem em ambiente secular - onde o nome de Deus nunca é mencionado, a oração é desconhecida, não se lê a Bíblia nunca e a conversa sobre a vida no Espírito é completamente ausente - não consigam agüentar a sua dimensão de comunhão com Deus por muito tempo. Descobri como sou sensível ao ambiente em que vivo. Com a minha comunidade, as palavras sobre a presença de Deus na nossa vida brotam espontaneamente e com grande facilidade.

Quando levamos a vida espiritual a sério, somos responsáveis por criar um ambiente onde a mesma possa crescer e amadurecer. E, embora eventualmente não sejamos capazes de criar o contexto ideal para uma vida no Espírito, temos muito mais opções do que geralmente pensamos. Podemos, por exemplo, escolher amigos, livros, igrejas, arte, música, lugares para visitar e gente com quem estar que, no seu conjunto, contribuem para criar um ambiente em que é possível à semente de mostarda que Deus semeou em nós crescer até atingir as dimensões de um grande planta.

Estas considerações de Henri Nouwen estão de acordo com a sabedoria da Bíblia Sagrada que nos recomenda enfaticamente o cultivo da vida comunitária e das amizades espirituais com vistas à qualidade e aprofundamento de nossa experiência espiritual:

Vede, irmãos, que nunca haja em qualquer de vós um coração mau e infiel, para se apartar do Deus vivo. Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado. Porque nos tornamos participantes de Cristo, se retivermos firmemente o princípio da nossa confiança até o fim. (Hebreus 3.12-14)

E consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras. Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia. (Hebreus 10.24,25)

Quem deseja experimentar Deus tem que andar perto de gente que anda com Deus. A amizade com Deus implica a amizade com os amigos de Deus. As pessoas íntimas de Deus nos ajudam a colocar Deus no foco. Primeiro seguimos os passos dos íntimos de Deus, até que aos poucos seguimos os passos de Deus. Esta parece ser a recomendação do apóstolo Paulo: Sede meus imitadores, como também eu de Cristo (1 Coríntios 11.1); Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados (Efésios 5.1). Primeiro você imita Paulo, que imita Cristo, que imita Deus. Depois você imita Cristo, que imita Deus. Até o dia quando você fica face a face com Deus.

Ed René Kivitz é escritor, conferencista e pastor da Igreja Batista de Água Branca, em São Paulo.

Texto publicado no site www.ibab.com.br

Toque no Altar - Glória da Segunda Casa


Intro:
A
Por que a glória
E
Da segunda casa
F#m D
Será maior que a primeira
A E F#m D
Diz o senhor, diz o Senhor, diz o Senhor (1º Vez)

A E F#m D
O Grande EU SOU diz o Senhor, diz o Senhor (2º Vez) (Refrão 2x)

A
Eu sei que já
E
Posso sorrir
F#m7 D
É o meu tempo de cantar
A
O meu DEUS
E
Me restaurou
F#m D
Vale a pena confiar
Bm A.C#
Não ficará sem resposta
D E
Tudo que eu clamar
Bm A/C#
Meu choro virou alimento.
D E
Pro meu milagre brotar

A
Por que a glória
E
Da segunda casa
F#m D
Será maior que a primeira
A
Diz o senhor,
A E F#m D
O Grande EU SOU, diz o Senhor, diz o Senhor (Refrão 2x)
veja esta cifra correta em:

w w w . C i F r a s . c o m . b r

Marcos Witt - Sobrenatural

Qual o sentimento que você tem no coração?


Bispo Wesley Bandeira ministrou nos cultos de domingo (03), na Embaixada Sara Nossa Terra, sobre as fontes da vida, onde enfatizou sobre dois sentimentos que o homem precisa ter para realizar seus sonhos. “Qual o sentimento que você tem no coração?; Você se preocupa com o que está sentindo?”, perguntou o Bispo. No decorrer da ministração, ele falou sobre os dois sentimentos: Gratidão e Amor.

Quando falou sobre gratidão, o Bispo Wesley disse que, geralmente, as pessoas não têm o costume de agradecer. “Agradeça tudo que fazem ou fizeram por você, agradeça a Deus os caminhos de lutas que você tem passado. Se você não muda a fonte, você não alcança outros lugares”. Baseado no texto de
II Samuel 5, o Bispo falou sobre a busca de Davi a Sião, que quer dizer, lugar da presença de Deus. “Davi foi um homem que não esperava Deus lhe dar nada, mas ele ia conquistar. Chega de ficar parado esperando Deus fazer, mexa-se”.


Ao falar sobre o segundo sentimento, o amor, Bispo Wesley disse que se a fé acabar, mas o homem mantiver o amor, ele alcançará seus objetivos do mesmo jeito. “As pessoas tem dificuldade de amar, elas não amam os resultados, amam mais as lutas e só vivem reclamando. Saiba que a luta é o seu caminho para Sião, pois o Senhor não coloca ninguém nesse caminho se ele não consegue chegar lá”. Ao final do culto o Bispo orou e ensinou que as pessoas devem orar falando dos seus sentimentos.

www.saranossaterra.com.br

E quando eu peco?


E quando eu peco?

Na vida tudo depende da postura que assumimos. Podemos assumir a postura de coitadinhos ou de vencedores e, infelizmente, assumimos a postura dos coitadinhos. Há muito tempo ouço uma frase muito verdadeira: A vida é uma escolha.

Em tudo escolhemos. Escolhemos a comida, a bebida, as pessoas com quem andamos, o corte de cabelo, o esmalte para as unhas, etc... mas escolhemos, principalmente, como nos comportar nas mais variadas situações que a vida coloca à nossa frente. É nessa última escolha que podemos errar mais ou acertar mais.

Como a vida é escolha, podemos optar entre o errar e o acertar e trazendo para o lado espiritual, podemos escolher entre o pecar e o não pecar. Muitas vezes, senão todas, quando deixamos que nossa mente e coração façam a escolha, ela termina no pecado, porém quando deixamos que Deus habite em nós, e escolha por nós, as situações se tornam mais fáceis e sempre chegam ao final aprazível.

Mas, infelizmente, em muitas situações, escolhemos o pecado e ele tem seu preço. Quando pecamos estamos indo contra Deus e fortalecendo satanás. Além disso, deixamos que satanás zombe de Deus, pois desmoralizamos o nosso Pai. Mas, graças a sua misericórdia, Deus continua nos amando. Agora nós podemos fazer outra escolha.

Temos uma segunda, terceira, quarta... infinitas oportunidades de nos redimir de nossos erros, mas não quer dizer que podemos errar e redimir, errar novamente na mesma área e tornar e nos redimir, pois Deus é justo.

Então caso satanás esteja acusando você de ser um grande pecador, viver no erro, tenha certeza que Deus não faz o mesmo contra você; muito pelo contrário, ele sempre estará de braços abertos para receber você de volta sempre que se arrepender dos seus pecados. E devemos nos arrepender e não sentir remorso dos nossos erros, pois quando sentimos somente remorso, logo esquecemos esse erro e voltamos a cometê-lo.

Portanto, se você tem errado perante o Senhor, essa é a hora de voltar aos braços do Pai e recomeçar. Arrependa-se e viva a vida em abundância que o Senhor quer dar você.

Breno Amaral

Sua atitude tem mais valor!


Sua atitude tem mais valor!

Mês de maio chegando, o mês das mamães. O comércio já aguarda ansiosamente este mês, pois normalmente é o segundo melhor período de vendas no ano, perdendo apenas para o natal.

Mãe merece muito carinho e também presente. Mas quero lembrar mais uma vez como consultor financeiro que apesar da mamãe merecer, use um pouco da razão antes de você tomar a decisão da compra. Não tome a decisão somente com o coração.

Quero comprar este presente então, tenho as condições financeiras necessárias? Repito: sei que a mãe merece, mas será que precisa entrar no cheque especial, usar o limite do cartão de crédito ou comprar para pagar em várias vezes?

Será que a mamãe vai ficar contente com o presente ou mais triste por saber que seu querido ou querida está endividado?

Tenha criatividade, use a imaginação! Talvez uma singela rosa demonstre mais amor do que um grande presente que ela não vai usar tanto assim. Principalmente se for um jogo de panelas novas que vai ficar guardado dentro do armário.

Talvez sua mãe esteja precisando realmente é de receber mais sinceridade dos filhos. Muitas mães, conhecendo os filhos do jeitinho que só elas conhecem, sabem exatamente o que eles estão passando. E sabem que eles podem, às vezes, presenteá-la com algo apenas para causar uma boa impressão.

Outra coisa importante: tente pagar à vista! As lojas estão com grandes promoções para pagamento em 18, 20, 24 vezes, com pequenas prestações. Mas lembre-se que os juros estão embutidos e que também no mês de junho tem dias dos namorados, em julho as férias escolares, agosto o dia dos pais, outubro o dia das crianças, e depois vem o natal. Quem compra à vista tem direito a desconto.

Tem muita gente pagando ainda presente de natal e muitas vezes já nem se lembra mais do que comprou.

Cuidado, não tente comprar o coração de sua mamãe com um presentão, se você só tem como pagar um presentinho.

Às vezes um beijo, um telefonema, uma visita pode sair bem mais em conta e sua mãe ficará muito mais feliz.

Que todos possam viver em paz com seu dinheiro.

13 anos SNT - Cuiabá/MT

Performance do Ministério de Dança da SNT juntamente com o Ministério de Teatro, aniversário de 13 anos da Comunidade Evangélica Sara Nossa Terra - Cuiabá/MT

Onde estão os nove?


Bpa. Lúcia Rodovalho

Nesta palavra, a Bispa Lúcia Rodovalho com base no texto de Lucas 17, conta a história bíblica da cura dos dez leprosos por Jesus. No entanto, ressalta que entre os dez que receberam a cura apenas um voltou para agradecê-lo. Com isso, a Bispa faz uma analogia e ressalta que hoje muitas pessoas chegam na igreja destruídas pelas contaminações do mundo. Contudo, quando muitas destas pessoas recebem a cura, e assim como os nove leprosos, não agradecem e voltam infelizmente ao estilo de vida antigo.

A lepra que aquelas pessoas carregavam não era apenas no corpo delas, estava também no coração. Uma das coisas que é resultado da lepra é insensibilidade. Ao fazer uma analogia, vemos que estas pessoas estão mais preocupadas em agradar a si mesmas que fazer a vontade de Deus. Jesus podia ensinar os dez leprosos como começar uma nova vida.

Não deixe que a insensibilidade da lepra roube as bênçãos de Deus em sua vida. O samaritano venceu a insensibilidade da lepra com a gratidão.

Hillsong - Hosanna (Ao Vivo)

Suposições que derrubam



Não é à toa que a Bíblia alerta para que “aquele, pois, que pensa estar em pé cuide para que não caia” (I Co 10.12). O interessante nesse versículo é vermos que está escrito “aquele que pensa”, e não “aquele que está”, ou seja, incontáveis são às vezes em que supomos erroneamente que estamos firmes ou em um patamar de espiritualidade muito grande, e que nada vai nos abalar. Contudo, são exatamente nesses momentos que podemos cair. Um simples vento pode-se tornar um furacão, podendo nos derrubar ou nos desestabilizar.

É muito fácil criticar, falar mal ou até mesmo condenar alguém, quando não estamos passando pela mesma situação. O problema é que cada um de nós peca em uma questão: achamos que nunca acontecerá o mesmo conosco. Esquecemos que somos falhos, passíveis de erros e vulneráveis a ataques. Você já deve ter ouvido aquele ditado “quem tem telhado de vidro não joga pedra no telhado de ninguém”. Como cristãos, devemos sempre observar isso. Já ouvi muitas pessoas dizerem: “Nossa, você viu o que fulano de tal fez? Como pode, né? Isso é um absurdo!”, quando o certo seria orar ou mesmo permanecer calado, pois há momentos que o silêncio é melhor do que uma multidão de palavras, na maioria das vezes de condenação e juízo, e raro de conselho e orientação.

Podemos cair nas mínimas coisas como, por exemplo, pela cobiça, pelas nossas carências, pelos ataques impensados de nervosismos, por brigas e discussões que começam “suaves”, mas depois terminam atrás das grades. Precisamos avaliar o certo e errado. Mas isso não nos dá o direito de atirar pedras em ninguém. Algo que sempre devemos lembrar, e que evitará julgamentos precipitados, é que somos feitos do mesmo barro, sujeitos às mesmas rachaduras, manchas, defeitos de fabricação, lodos e sujeiras. Precisamos perceber os frágeis telhados de vidros sobre nós. Por isso ‘vale a pena ouvir de novo’: “Aquele que está de pé, cuide para que não caia.”

Liberdade


“Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes e não vos submetais, de novo, a jugo de escravidão.” (Gálatas. 5.1.)

Um rato impotente encurralado por um gato feroz foi salvo por um cão pastor generoso, porém após o heróico salvamento o ratinho andava displicente, pelos arredores da casa grande, na fazenda onde moravam. Uma cobra o seduziu com seu chocalho continuo e de baixo tom, hipnotizou-o e conduziu a sua toca da qual o ratinho jamais saiu.

Às vezes somos como o ratinho da fazenda, fomos salvos das garras cruéis de satanás, heroicamente por Jesus, o grande salvador do universo. Ficamos livres do pecado das prisões carnais, situações que, em uma velocidade impressionante nos levariam a morte, não só física mas psicológica, sentimental, moral etc. Somos convidados por Jesus a termos uma vida de liberdade saudável, podermos pensar, decidir, nos relacionar com Deus como filhos. E filhos têm direitos, deveres para com seus pais, sobre tudo, porém, amam e são intensamente amados. Não têm do que se envergonhar, muito menos obedecerem a ritos e fórmulas para se achegarem, apenas devem nutrir uma relação de obediência e valorização com seus pais para desfrutar do amor mais lindo já conhecido, o amor de pai para filho.

Para que possamos ter esse relacionamento saudável com nosso Pai celestial, temos que permanecer firmes e concentrados, sempre lembrando que Cristo nos libertou para a liberdade em Deus, no entanto inúmeras vezes na história, nós filhos de Deus, libertos por Cristo, agimos com displicência e somos seduzidos por serpentes cruéis que querem tirar de nós a liberdade. As serpentes são maquiavélicas elas não dão o bote no ratinho com voracidade, como faz o gato, ela seduz com sutileza e o ratinho a segue sob estase, sem gritar. seu fim é trágico, quando estamos nas garras do gato cruel estamos sob pressão, ai manifestamos o desejo de sair daquela situação, porém quando envolvidos e seduzidos, surge uma situação de grande risco que começa com o displicente anseio egocêntrico pelo comodismo, e a solução veloz de nossos problemas sem muito perseverar.

Devemos permanecer em Cristo, jamais nos deixar ser reféns de sistemas humanos que em nome de Deus querem prender, programar nossa mente privando-nos da verdadeira liberdade. É em Jesus que devemos permanecer. nele devemos confiar e a Ele ser fiéis. Satanás é o gato que quase nos destruiu, porém Cristo com seu grande poder, na cruz, nos libertou. As serpentes estão a nosso redor querendo nos seduzir, as serpentes são os sistemas humanos encabeçados por homens e mulheres, pedantes, que se julgam donos das pessoas e de sua mente, não querem que a verdadeira liberdade flua do interior de cada indivíduo, restaurado por Jesus Cristo, a uma posição de rei e sacerdote. Ser preso ou não por essas serpentes, depende de cada um que foi liberto por Cristo, pois permanecendo nele, vamos deixar nossas necessidades entregues em seu altar e jamais depositaremos nossa esperança de realização em homens. Assim não seremos seduzidos pelos sistemas humanos que ditam regras de como deve ser desenvolvida nossa vida com Cristo, viveremos de fato uma vida com Cristo. Esses sistemas nada mais são do que o êxtase humano de sentimentos insanos pelo poder e controle sobre outros, por líderes que na verdade não são líderes, querem submeter pessoas não a Cristo, mas a jugos de escravidão humana que leva a morte espiritual.

Permaneça firme em Jesus Cristo, e não se submeta de novo a jugo de escravidão.


:: Por Pr. Romney Cruz

romneycruz@bol.com.br

Show do Rodolfo Abrantes - 18/04 Cuiabá - MT







Show do Rodolfo Abrantes & Banda
FAUC - Centro, Cuiabá - MT ao lado do ginásio São Gonçalo
Dia 18/04/2009 às 20:00 horas
Ex-Vocalista do Raimundos, participações: Banda Hanggelos, Cris Wersel e Ministério Identidade.
Informações:
Fone: (65) 3023-5594 ou (65) 9244-7723
Site: www.rodolfoemcuiaba.com.br

O líder de células fiel


> O líder de células fiel
1. Lidera o encontro da célula;
2. Conduz as pessoas a Deus
3. Acompanha os novos convertidos
4. Faz visitas
5. Desenvolve as atividades da célula
6. Telefona para os membros da célula
7. Cuida pessoalmente de cada membro da célula

> Um bom líder
1. Não faz tudo sozinho
2. Acompanha seus discípulos - Relaciona-se
3. Exige compromisso
4. Por que fazer isso se você pode delegar para outros fazerem?

> Pastoreie os seus líderes
• Eles são ferramentas para o sucesso do seu ministério
• Eles são co-ministros do Reino que Deus confiou a você para pastorear e motivar.

> Hábitos de um líder eficaz
a. Sonhe em ser líder de um grupo que cresce e se multiplica.
b. Ore diariamente pelos membros do grupo.
c. Planeje atividades de comunhão da célula
d. Prepare-se para os encontros semanais.
e. Comprometa-se com seu crescimento pessoal.
f. Levante novos líderes dentre o grupo.

> Um líder necessita de três “Visões”
1. Percepção – Necessita enxergar o que os outros não vêem
2. Previsão – Necessita enxergar antes dos outros enxergarem
3. Visão ilimitada – Necessita enxergar mais longe do que os outros podem ver.

> Níveis de compromisso com a visão
• Cabeça – conhecimento
• Coração – emoção
• Espírito – revelação

> A família da célula - I João 2.12,14
• “Crianças” – Novos convertidos
• “Jovens” - Pessoas já foram libertas
• “Pais” (Pais e Mães) - Pessoas maduras na Fe.

> Como fazer discípulos Consolidando ?
O processo da consolidação é que fecha a porta dos fundos da igreja. É um processo para reter os frutos.

A consolidação é o verdadeiro pastoreio, é o cuidado pelos pequeninos que o Senhor nos entregou para zelar. Sem amor não há consolidação.
Consolidação é atenção e acompanhamento através de um discipulado competente.
Discipular Não é simplesmente fazer uma reunião por semana... É um processo de formação de Elos.

> Discipulado e Prestação de contas na Bíblia
1 - A prestação de contas a Deus é fato inescapável e inevitável
• Mateus 12:36
2 - Deus ordenou prestar contas aos líderes
• Hebreus 13:17
3 - Prestar contas uns aos outros é útil e sadio
• Romanos 15:14


Quem se mete em atalhos - não se livra de trabalhos

Não queime etapas!

Faça de todo o processo uma experiência de fé e não um modelo de estrutura

A PRUDÊNCIA É APRENDIDA


A PRUDÊNCIA É APRENDIDA

“Eu, a sabedoria, habito com a PRUDÊNCIA, e possuo o conhecimento e a discrição”. (Provérbios 8:12).

O prudente calcula os riscos que pode correr. Seus projetos são conscientes. A prudência livra o homem e a mulher de riscos desnecessários. Os milagres não são para nos salvar das imprudências. É mais fácil a prevenção. Escolha com cuidado seus sócios, a quem você dará autorização para falar em seu nome. A prudência livra o prudente de muitas complicações, decisões e tristezas. O crente deve ser sábio.

Louco, néscio – é aquele que não procura a sabedoria. O louco não faz perguntas, ele pensa que sabe tudo, age de acordo com o que acha que deve ser feito.

· O melhor funcionário é o que faz perguntas sobre detalhes. Essas perguntas podem ser feitas de uma só vez.

· O melhor funcionário é o que sabe ouvir e obedecer, não o que faz além ou diferente do que foi pedido. É aquele que não “adivinha” o que o chefe quer.

· O comportamento dos nossos funcionários, de nossos filhos e de todas as pessoas que estão sob nossa supervisão é o reflexo de nós mesmos. Se eles não estão correspondendo às nossas expectativas, nós precisamos rever nossos métodos de educação, de treinamento que temos empregado.

· Maldições nos fazem cair em armadilhas na hora de fazermos os negócios que nos trariam bênçãos. O que faz as pessoas se esquecerem de detalhes importantes na hora de fechar contratos, ou de ler cláusulas importantes? É o diabo que cega às pessoas, para que elas não vejam e não se projetem. (Bispo Rodovalho)


QUE DEUS TE PROSPERE TREMENDAMENTE!

Ministério Adoração e Vida - Hoje sou Livre

A tentação do supérfluo



A tentação do supérfluo

Primeiramente, já quero soltar uma pergunta de cara: Você gasta muito com supérfluo? Bem esta é uma pergunta um pouco injusta, eu sei. Afinal o que é supérfluo para uns pode não ser para outros. Apesar disso, tenho certeza que sua resposta foi sim.

Quem nunca foi ao supermercado e encheu o carrinho de guloseimas das mais diversas? Pois é, sendo bom ou não, o supérfluo geralmente agrada aos nossos olhos mas é certo que exige bastante do nosso bolso.

A situação econômica que nosso país vive atualmente, não é tão ruim quanto a do passado, mas ainda não pode ser considerada estável. Por isso é tão importante economizar e vigiar.

O exemplo do supermercado é um dos diversos que podemos visualizar. Quantas vezes nos pegamos fazendo dívidas desnecessárias. É importante perceber que temos necessidades básicas e que estas são mais importantes do que agradar aos olhos.

Não quero dizer que não podemos comprar coisas que nos agrada, ou que sonhamos ter. O que precisamos é analisar os nossos sonhos de consumo.

Por exemplo, vamos supor que você tenha decidido que irá comprar um aparelho de TV. O segundo passo deve ser levantar questionamentos a respeito da possível compra. Por exemplo: “Será que preciso de uma TV nova? Será que não vou comprar por modismo? Será que só me interessei porque vi alguém comentar que comprou ou porque achei o anúncio atraente?”

Se pensarmos bem antes de tomar qualquer decisão, não só evitaremos de nos endividar como também evitaremos de inclusive pecar. Não podemos ser avarentos. Deus é muito claro enquanto a isso:

“Acautelai-vos e guardai-vos da avareza; porque a vida de qualquer não consiste na abundância do que possui.” (Lc 12.15).

“Sejam vossos costumes sem avareza, contentando-vos com o que tendes; porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei.” (Hb 23.5).

“E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita.”
(2Pe 2.3).

“O que agir com avareza perturba a sua casa, mas o que odeia presentes viverá.” (Pv 15.27).

Portanto irmão, que sejamos mais cautelosos em nossas compras e em nossa relação com o que é material. Que possamos compreender o que está agradando a Deus e o que está agradando aos nossos olhos. Pois tenho a plena convicção de que o Senhor quer que tenhamos coisas boas, mas que ele seja aquele que vai nos direcionar até mesmo na hora de adquirir algum bem.

Que o Senhor continue nos abençoando e até a próxima!

Cuidado. Vigiai!



Cuidado. Vigiai! Uma coisa é certa: se você não tomar cuidado vai cair… Vai cair sim… Se não vigiar cedo ou tarde cairá na cilada do inimigo. É Uma questão de tempo… Não adianta querer dar uma de durão, de que comigo não acontece, enfim…. Se não for vigilante vai ser pego.

Nossa vigilância precisa ser levada mais a sério.
Desculpe-me a força da expressão agora, mas não interessa se você não está com dificuldades, se está passando por provação, se está em depressão….
Pegue a sua bíblia e vai ler, dobre os seus joelhos e vai orar! Não perca tempo, é urgente!
Talvez você já tenha esperado demais. Não espere chegar determinada situação. Não espere sua fé “melhorar”. Isso não existe, pois você que precisa correr atrás.
Procure tempo. Não seja vencido por ele. Ore no ônibus, na fila do banco, enfim, ore, leia a Palavra, aprofunde-se na espiritualidade e não saia mais dela, pois aqueles que se consideram firmes podem cair sim. Ser vencido pelo inimigo é muito fácil, porque ele apresenta coisas boas pra gente. Coisas que nos alegram (ainda que por algum tempo), coisas que dão prazer e nos satisfazem. Mas vai durar por apenas algum tempo. Depois você é candidato à tristeza e depressão, candidato à revolta e indignação consigo mesmo. Não queira passar por isso.

Volte para aquela espiritualidade que um dia você teve. Aliás, mergulhe mais ainda no coração de Deus, porque o tempo está passando e muitos estão sendo vencidos… e como eu já disse aqui algumas vezes: nós somos escravos de quem nos vence. Por isso, se caiu é melhor levantar-se. Se está no fundo do poço você só tem uma saída: para cima. Não importa o tamanho do seu pecado ou do erro que você cometeu. Agora não tem jeito: levante a cabeça e vamos em frente…. Se pecou, fazer o quê? Somos seres humanos… somos fracos…. Mas não fique mais escravizado. Quebre estas correntes agora mesmo em nome de Jesus.

Meu irmão, minha irmã… todos nós estamos sujeitos. Eu também não sou santinho. Eu também sofro tentações. Eu também passo por desânimo e dificuldades. Mas eu não posso parar se algo aconteceu. Ninguém está livre disso. Todos nós somos alvo do inimigo. Por isso, além de desviar das flechas inflamadas é melhor estar com o escudo da vigilância.

Vamos! Bola pra frente. Chega de mornidão. Levante-se e tenha coragem! Bom, esse é meu grito de alerta de hoje. Espero que VC me leve a sério.

Deus abençõe a todos na Palavra!


Explicando o discipulado


Jesus mandou seus discípulos fazer discípulos das nações, e empregou o verbo grego matheteo (Mateus 28:19). O que ele queria dizer? O que ele queria? Quando tivermos concluído a lição sobre o discipulado, os nossos alunos não devem aceitar o engano de que as idéias da “graça fácil”, tão freqüentemente associadas à religião da “fé somente”, e a aceitação superficial de Jesus no coração de uma pessoa têm algo a ver com o verdadeiro cristianismo.

Grimm-Thayer (Lexicon, p. 386) e Arndt & Gingrich (Lexicon, p. 485) usam, cada um, as mesmas três palavras para definir a palavra mathetes (do verbo manthano, aprender): “aprendiz”, “aluno” e “discípulo”. Mesmo um iniciante teria concluído isso do uso de Mateus 10:24-25 e Lucas 6:40, em que “discípulo” se opõe a “mestre”, assim como “escravo” se opõe a “senhor”.

Mas uma atenção mais ampla ao uso no Novo Testamento revela que “discípulo” implica uma ligação mais profunda com “mestre” do que às vezes podemos imaginar no uso moderno das palavras “aluno” e “estudante”. O discípulo não se senta apenas aos pés do mestre e aprende com ele. Ele na verdade se compromete ao ensino do mestre. Podem-se estudar os escritos de Karl Marx sem ser discípulo de Marx nem marxista. O discípulo implica não apenas aprender o ensino, mas a aceitação dele, dedicando-se ao mestre, aderindo ao seu ensino e ao estilo de vida devida do mestre. Portanto, palavras como “adepto” e mesmo “aprendiz” devem ser acrescentadas para completar o significado de discípulo.

Analise algumas das passagens que completam o significado da palavra discípulo. Lucas 14:25-35 fala do custo do discipulado. Três vezes Jesus fala das pessoas que “não podem” ser seus discípulos. Observe que essa forte linguagem segue os passos da parábola sobre aqueles que não levam a sério a oportunidade de entrar no reino (Lucas 14:15-24).

Em primeiro lugar, Jesus diz que devemos “aborrecer” o parente mais próximo e até mesmo a própria vida, caso contrário não poderemos ser seus discípulos (Lucas 14:26). Obviamente, o “aborrecimento” não é tomado aqui em valor absoluto. Outras passagens nos ensinam a amar essas pessoas. Então “aborrecer” é usado relativa ou comparativamente (veja Gênesis 29:31 com a declaração imediatamente anterior, no 29:30). O discipulado implica amor e lealdade para com Jesus tão grandes que qualquer outro amor parecerá como o aborrecimento em comparação. E, se não dermos essa devoção a Jesus, as conseqüências não são que nos tornamos um tipo de discípulo de segunda ou terceira categoria, mas sim que não podemos ser discípulos de forma alguma.

Lucas 14:27 liga-se a passagens como Mateus 16:21-28 e Marcos 8:31- 9:1, as quais apresentam o conceito de que a natureza do Messias determina a natureza do discipulado. Tiago e João pensavam no reino messiânico sob o aspecto das vestes reais, os exércitos em marcha e os palácios terrenos, caso em que o discipulado teria significado lugares de destaque para os discípulos principais (Marcos 10:35-45). Mas eles entenderam mal o reino. A coroa de Jesus viria à custa da cruz. E o discipulado em relação a um tal Messias significaria tomar a própria cruz e juntar-se na marcha no encalço de um Messias rejeitado e crucificado. Já que esse era o destino do Messias, nem se pode pensar em ser seu discípulo se não carregar a sua cruz, seguindo fielmente mesmo para o Gólgota, se for necessário.

Após os exemplos sobre a necessidade de levar em conta os custos antes de se lançar a qualquer grande empreendimento (Lucas 14:28-32), Jesus conclui: “Assim, pois, todo aquele que dentre vós não renuncia a tudo quanto tem não pode ser meu discípulo” (Lucas 14:33). Ele continua comparando essa pessoa ao sal que se tornou “insípido” e para nada serve, senão para ser lançado fora (Lucas 14:34-35).

“Fazei discípulos”, disse Jesus a seus apóstolos. Ele já tinha explicado o que era ser discípulo.

Terei de continuar esta exposição da próxima vez. Apenas concluirei com uma palavra de advertência. Aprendi por experiência a facilidade com que alguém é capaz de escorregar para uma visão unilateral na tentativa de dar a devida importância a uma faceta de peso do cristianismo. Não queremos realçar a dureza e a severidade do discipulado sem também apresentar as bençãos maravilhosas que traz. Caso contrário, terminaremos com um quadro muito escuro e frio.

Talvez a melhor idéia seria concluir toda a exposição com uma referência à maravilhosa promessa que Jesus deu em resposta à pergunta de Pedro (Marcos 10:28-31; veja Mateus 19:27-30).

L.A. Mott.Jr